Descubra o prazer de passear de caiaque nas tranquilas águas do Rio Branco

Share This:

Para exercitar o corpo ou somente relaxar, passeio de caiaque é a melhor opção

Em tempos de crise econômica e da necessidade de preservar o meio ambiente por questão de sobrevivência, existe uma opção perfeita de lazer em Boa Vista: remar de caiaque. Embora seja um esporte náutico, essa atividade pode ser encarada apenas como um passeio para relaxar e  se desestressar das atividades urbanas do cotidiano. E o preço é convidativo.

É verdade que encarar as águas correntes do nosso principal rio exige força nos braços, mas isso não quer dizer que a pessoa precise ser um atleta em plena forma física. Disposição é necessária, mas o vento na cara e o contato direto com a natureza fazem logo o praticante esquecer de qualquer cansaço físico e do sol forte de Roraima que está beirando os 40 graus Centígrados. Um parêntese: não esqueça do bloqueador fator 50 e de água para hidratar o corpo.

Além de uma prática altamente ecológica, pois não polui e não precisa de combustível fóssil, o preço é relativamente barato para encaixar no bolso de qualquer pessoa. O Porto do Babazinho cobra R$10,00 pela hora de uso do caiaque, com toda a segurança do colete salva-vidas e, se precisar, com uma taxa extra, pode-se pegar uma aula para dominar o prazer de deslizar de caiaque sobre a lâmina das águas do Rio Branco respirando ar puro.

mapa babazinho
Veja localização aqui

O Porto do Babazinho fica no final da Avenida Major Williams, na beira do Rio Branco, no bairro São Pedro, a poucos minutos do Centro de Boa Vista. Lá é o ponto de partida para alugar o caiaque que melhor se adapte ao peso e ao condicionamento físico. Geralmente, a maioria das pessoas opta por atravessar remando até a Praia Grande, que é a praia pública mais conhecida de Boa Vista.

Mas aqueles que ganham confiança  com o tempo e querem umas remadas mais demoradas acabam optando por uma aventura um pouco mais longe do que os 20 minutos de travessia para a praia. Pode-se passear por entre as ilhas que compõem o visual da Praia Grande ou pagar uma taxa extra para que o caiaque seja rebocado até a “Praia Grande de cima”, de onde o praticante pode vir a favor da correnteza curtindo o visual de Boa Vista, à direita, ou das ilhas, à esquerda, onde pode-se ver pássaros, como o mutum e, com um pouco de sorte, algumas ariranhas ou mesmo um boto.

Os mais aventureiros experimentam uma maratona de caiaque partindo da ponte sobre o rio Cauamé, no trecho norte da BR-174, na saída para a Venezuela, o que dá cerca de cinco horas de remada até o Porto do Babazinho, mas parando para descansar ou mesmo para se refrescar nas praias públicas que existem ao longo dos trechos, como Curupira, Polar e Caçari. O preço é o mesmo, cobrado por hora, e tem uma taxa extra caso o grupo não tenha um carro para transportar os caiaques até a ponte.

Essa é apenas uma das sugestões das inúmeras possibilidades que um amante do caiaque pode desfrutar no extenso e caudaloso Rio Branco. Há distâncias maiores ou mesmo nenhum percurso programado, bastando alugar um caiaque e ficar passeando nas redondezas do Porto do Babazinho, vendo a cidade por outro ângulo ou mesmo apreciando o fim de tarde.

Então, reúna sua turma ou dupla para desfrutar de um passeio prazeroso de caiaque que nunca mais sairá da memória, principalmente se tudo for registrado em vídeo e fotos para serem postados em redes sociais. Ou pode ser uma boa indicação para turistas que chegam à Terra de Makunaima e não têm muito tempo para conhecer outras belezas naturais nesse imenso Estado abençoado.

Compartilhe este post:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

4 Comentários

  1. Pingback: Travessia para a Praia Grande, uma opção sem precisar sair da cidade; veja o vídeo

  2. Pingback: Rio Branco com praias, ariranhas, mexilhões e a Ponte dos Macuxi

  3. Pingback: Aventura que vale por toda vida: remar até a Serra Grande – RORAIMA DE FATO

  4. Pingback: Cachoeira Véu de Noiva, uma atração do inverno roraimense na Serra Grande – RORAIMA DE FATO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.