Corredeiras do Bem-Querer: lazer, descanso e aventura em um único lugar em Caracaraí

Share This:

IF
Apresse-se para conhecer este espetacular local, pois um estudo para construir a Hidrelétrica do Bem-Querer está em andamento

Tédio não existe no vocabulário de quem conhece Roraima e gosta de interagir com a natureza. Um exemplo de beleza natural que proporciona lazer, descanso e aventura em um único local são as corredeiras do Bem-Querer, localizadas no Município de Caracaraí, no trecho sul da BR-14, na região Centro-Sul do Estado, a cerca de 125Km de Boa Vista.

Fica à margem direita do Rio Branco, principal manancial de água potável de Roraima. Embora haja pinturas rupestres e vestígio de primitivos habitantes, o que tornou esse lugar um santuário ecológico, a atração do grande público é tomar banho nas praias que se formam à margem do rio no fim de semana.

De brinde, as pessoas podem apreciar o ecossistema formado por pedras que dão a impressão de um mundo pré-histórico, principalmente se for no período de verão, quando as águas baixam (de setembro a março) e os blocos imensos “brotam” das águas e desafiam a explorá-los.

Caminhar por cima dessas pedras é uma opção para quem quiser se aventurar no período de verão, mas é preciso cuidado, pois entre os blocos imensos existem pedras cortantes ou que se soltam e podem pegar de surpresa os mais desavisados.

Lá também existe uma ponte de madeira suspensa em cabos de aço e correntes que desafia os aventureiros. Em tempos de cheia, ela serve para que as pessoas atravessem um “braço” do rio. Na seca, embaixo existem um pedral de visão espetacular.

Mas o visitante pode simplesmente atar a rede em um dos barracos para respirar ar puro e apreciar a rústica paisagem. Para onde a pessoa olhar estará diante de um cenário de uma beleza peculiar. Aos católicos, tem até a imagem de Nossa Senhora em cima de uma pedra, como se a santa estivesse em um altar a garantir a segurança dos mais devotos.

Alguns preferem pescar nas piscinas naturais que se formam entre os imensos blocos que represam a água no verão. Pescadores profissionais usam barco para ir para mais longe, mas é necessário conhecer a região e ser hábil navegador, pois existem relatos de acidentes com mortes.

Se o leitor sentir-se empolgado com este extraordinário lugar, então é bom que se apresse para conhecê-lo, pois existe um projeto em andamento para construir, no local, a Hidrelétrica do Bem-Querer, cujos os estudos estão em andamento.

As corredeiras já foram inclusive destombadas como patrimônio histórico, pelos deputados, para que o projeto da hidrelétrica prosseguisse sem qualquer empecilho, fato este que abriu um debate com os ecologistas que se opõem ao projeto.

Acesso é pelo trecho sul da BR-174

No local, existe um restaurante amplo para receber os turistas
No local, existe um restaurante amplo para receber os turistas e vistantes

É muito fácil chegar às corredeiras do Bem-Querer. Basta pegar a BR-174 em direção a Manaus (AM), cujo asfalto está em boas condições. O visitante vai passar pelos municípios de Mucajaí e Iracema. Cerca de 24Km saindo da sede de Iracema, já em Caracaraí, existe uma entrada à esquerda, a Vicinal do Bem-Querer, que é sinalizada com uma placa na cor verde.

Essa vicinal é de terra batida, um pouco acidentada, mas em boas condições. Nos 10Km de extensão da pista até as corredeiras, o condutor vai passar por um ponto de floresta, que é a mata ciliar responsável por proteger o Rio Branco. Logo depois o visitante vai se deparar com o restaurante que se assemelha a uma sede de uma fazenda, com estrutura para receber visitantes e turistas.

Para visitar ou passar o dia no local não paga nada, desde que o consumo de comida e bebida seja feito no local. Há área para camping e coberturas para abrigar quem for ficar por lá, de sexta-feira a domingo. A diária para grupos de até 10 pessoas custa R$30,00 para consumo no local.

Se levar comida e bebida, a diária sobe para R$150,00 para até 10 pessoas. Se o grupo for composto por mais de 10, a diária custa R$15,00 por indivíduo. Há local para atar redes e colchões infláveis, pois o piso das barracas é acimentado. Os contatos para informações são: 99123-1594 e 99146-5134.

Compartilhe este post:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

8 Comentários

  1. Amo esse lugar, é um dos lugares mais lindo em matéria de natureza, recomento p quem quer descanso, chegando carnaval, uma ótima pedida p o feriado.

  2. Lugar lindo! Falta o setor de turismo descobrir Roraima e investir em excursão, o turismo não é só para quem está de passagem, o público local também quer conhecer.

  3. Pingback: Viagem de carro pela BR-174 pode virar um passeio turístico – RORAIMA DE FATO

  4. Roger Walter do Nascimento Vale Ferreira

    Jessé tem algum lugar pra ficar caso eu queira ir pra pescar o dia inteiro?

  5. Bom dia amigo
    Mande o número para contato
    Obrigado

  6. Eu gosto do silencio. Dos ruídos da natureza. Pássaros cantando, o vento assoprando, as águas borbulhando nas cachoeiras e corredeiras. Infelizmente nesses lugares aparecem veículos com som automotivo e agora as “malditas” caixinhas de som portátil que infernizam esses locais. Fora o lixo que mal-educados deixam por toda parte. Ainda existe lugares onde o som é proibido e o cuidado com a natureza é a prioridade dos frequentadores?

Deixe uma resposta para José lima Cancelar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.