EM PAUTA

Share This:

Tiro de um truque que saiu pela culatra

Suely Campos e Romero Jucá: mesma ideia que não vingou

Quando o senador Romero Jucá (MDB) usou suas redes sociais para propor o fechamento da fronteira com a Venezuela, no início do ano (veja clicando aqui), no momento em que engrossava ainda mais a chegada em massa de venezuelanos a Boa Vista, ele foi esconjurado e atacado de forma veemente pelos asseclas e lideranças governistas. A roda dos fatos girou e a agora a própria governadora Suely Campos (PP) foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir o imediato fechamento da fronteira.

*

Para o governo isso significa que Jucá deixou de ser xenófobo e irresponsável? A governadora agora é quem está corretíssima por só querer defender os “interesses do Estado”? Ou ela está pensando tão somente numa jogada para a plateia em ano eleitoral, sabendo que o Brasil é signatário de acordos internacionais e por isso mesmo não pode impedir a entrada de refugiados estrangeiros? O fato é que Jucá já havia dado essa sugestão e foi duramente criticado por isso, enquanto a governadora determinava ataques a Jucá. O senador Jucá pode ser tudo de ruim como se fala por aí, menos burro. Ele sabia que sua postura naquele momento foi tão somente uma forma de aparecer politicamente, tanto é que tentou se retratar.

**

Além de ser um governo que  não mostrou nenhuma inteligência acima da média em seus atos, é muito provável que essa ideia não foi um surto momentâneo de burrice, mas uma jogada para querer ser esperto politicamente, mesmo sabendo que Jucá já havia proposto isso e que o STF jamais irá autorizar o fechamento da fronteira, embora existam teóricos que digam que essa decisão é perfeitamente possível juridicamente.  Mas o fato é que o êxodo de venezuelanos é uma questão séria e complexa, por isso o assunto terá muito peso junto ao eleitorado roraimense.

***

E foi isso que Suely tentou fazer, ou seja, mostrar algo diante de um governo vazio de resultados, sabendo que tem muita gente querendo que o fechamento realmente aconteça, aos moldes da intolerância e ódio que são alimentados nas redes sociais por parte de quem não aceita a nova realidade que se formou por causa da crise humanitária no país vizinho. Foi um tiro que saiu pela culatra. Algo que parecia ser inteligente acabou não emplacando. Se fosse viável e fácil, Jucá já teria faturado. Ele é mestre em querer parecer o mais inteligente de todos em Roraima, nem que seja pela maquiagem da realidade.

Se gabando de seu ato

Sobre este assunto, ao ser questionado por internautas em sua rede social, Romero Jucá se gaba afirmando que foi o único parlamentar a defender o fechamento da fronteira, mas frisou que essa decisão o Governo Federal não pretende acatar. Ele voltou a repetir o que vem sendo prometido pelas autoridades federais, que serão criados novos abrigo e que ele estaria cobrando que seja verificada a ficha de antecedentes criminais na fronteira e que aqueles que cometerem algum delito em Roraima sejam extraditados sem que possam receber autorização para entrar de novo no Brasil. O problema é que essa decisão já deveria ter sido tomada muito antes, o que até hoje não vem sendo feito pelas ações federais.

Agora que veio a campanha

Teresa inicia campanha após denúncias

Depois de sentir o peso das denúncias e ter que se explicar à Justiça quando houve uma liminar para suspender a aplicação de multas, a prefeita Teresa Surita (MDB) começou a fazer o que ela deveria ter feito há muito tempo,  quando mandou instalar as câmeras de monitoramento. A Prefeitura de Boa Vista deu início a uma campanha educativa para pedir aos condutores consciência a fim de reduzir a velocidade no trânsito. Mas falta ainda explicar o contrato milionário com a empresa que tem como sócio o irmão do advogado do senador Romero Jucá.

A realidade dos postos

 

Internauta denuncia filas de madrugada no Caranã (FOTO: DIVULGAÇÃO)

A partir de quando desistiu de ser candidata ao Governo do Estado, a prefeita Teresa Surita voltou novamente às suas postagens espiritualistas, de autoajuda e de ações positivas de sua administração. E foi em uma delas, sobre postos de vacinação, que surgiram comentários apontando a verdadeira face do atendimento nos postos de saúde da Capital. Leitoras começaram a fazer denúncias sobre mau atendimento nas unidades dos bairros Senador Hélio Campos e Caranã, ambos na zona Oeste. Os relatos são de gente dormindo nas filas e não atendimento por parte dos médicos, cena esta que se repete em outros bairros.

Uma verdadeira odisseia

No Hélio Campos, uma internauta relatou um verdadeiro drama de sua cunhada, que não foi atendida na emergência da unidade do Estado e terminou por ser encaminhada para a rede pública municipal.  E lá começou a odisseia da mulher: na segunda-feira, havia dedetização no posto; na terça haveria limpeza; na quarta, não havia atendimento para quem mora no bairro, mas apenas para moradores do Jardim Tropical; na quinta, o médico não apareceu e os pacientes foram orientados a voltar no dia seguinte; na sexta-feira; disseram que os médicos foram chamados para uma reunião. Aí é de lascar…

Problemas são corriqueiros

Reclamações sobre atendimento nos postos de saúdes são corriqueiros (FOTO: DIVULGAÇÃO/FOLHA DE BOA VISTA)

Desta vez, a prefeita e sua equipe não apagaram as postagens e escreveram que os casos seriam averiguados para saber o que houve e assim “tomar as devidas providências”. O problema é que esses relatos não se tratam de casos isolados. Há ainda o caso de gente que trabalha o dia todo e que não consegue se vacinar contra o sarampo, doença esta que já alcançou o nível de epidemia, pois as unidades de saúde fecham as portas no horário de almoço. Essa reclamação vem sendo feita nas redes sociais. Se ela tivesse mantido sua candidatura, iria dizer que isso era denúncia feitas por adversários políticos.

Compartilhe este post:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.