Coluna ‘DE FATO’ – 18.01.19

Share This:




Depois de um ano de sofrimento para os roraimenses e de muitas expectativas para o Brasil, diante de um presidente que foi eleito sob a bandeira da moralização, o ano de 2019 chega com grandes desafios. E o site Roraima de Fato (RdF), sabendo que tudo isso não vai parar com a mudança de calendário nem com preces e orações, decidiu criar a coluna “De Fato”, para acompanhar esse turbulento caminho.

A pretensão não é mudar o mundo nem ser arauto da desgraça nem do messianismo, e sim ajudar os leitores a compreender os momentos e os deslocamentos que são intrínsecos da política. Por isso decidimos não mais continuar com a coluna “Em Pauta”. É essencial que as pessoas estejam bem informadas para que tomem decisões importantes nesse turbilhão que se tornou a internet com as fake news que passeiam incendiárias nas redes sociais.

Vamos começar janeiro com o pé direito. Havia muita resistência do RdF em abrir esta possibilidade para trabalhar com informações além do turismo e das belezas naturais de Roraima. Analisamos e chegamos à conclusão de que sem política para esses setores não haverá desenvolvimento para o que há de mais belo a ser desfrutado no Extremo Norte brasileiro, assim como para todo o conjunto da sociedade.

E a política partidária tem a caneta e os cofres nas mãos, estão por isso devemos ficar atentos não só aos holofotes, tribunas e gabinetes, mas também aos bastidores onde são tomadas as decisões em todas as esferas.

Então vamos lá… Vamos esperar o melhor, mas também estejamos preparados para o pior…

NOSSO FORTE

A coluna “De Fato” não nasce com a missão de dar “furo jornalístico” nem competir com a frenética exigência da agilidade que desafia a imprensa tradicional. Nosso forte será a opinião que possa fazer as pessoas refletirem sobre a política e sua vida, sabendo de informações que vão influenciar positiva ou negativamente em suas decisões. De olhos atentos ao que ocorre nos meandros da política fica mais fácil para seguirmos cidadãos e cidadãs plenos, dentro de um sistema apodrecido pela corrupção e pelas decisões erradas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.